Jornal Brasileiro de Pneumologia

ISSN (on-line): 1806-3756 | ISSN (impressa): 1806-3713

SBPT

Publicação contínua e bimestral

SCImago Journal & Country Rank
Busca avançada

Ano 2019 - Volume 45  - Número 3  (Maio/Junho)






Artigo Original

1 - Efeitos da compressão torácica manual sobre o flow bias expiratório durante a manobra positive end-expiratory pressure-zero end-expiratory pressure em pacientes sob ventilação mecânica invasiva

Effects of manual chest compression on expiratory flow bias during the positive end-expiratory pressure-zero end-expiratory pressure maneuver in patients on mechanical ventilation

Ana Carolina Otoni Oliveira1,a, Daiane Menezes Lorena1,b, Lívia Corrêa Gomes2,c, Bianca Lorrane Reges Amaral2,d, Márcia Souza Volpe3,e

J Bras Pneumol.2019;45(3):e0058

Resumo PDF PT PDF EN English Text Anexo

Objetivo: Avaliar os efeitos da compressão torácica manual (CTM) sobre o flow bias expiratório durante a manobra positive end-expiratory pressure-zero end-expiratory pressure (PEEP-ZEEP) para a remoção de secreção em pacientes sob ventilação mecânica invasiva. O flow bias, que influencia na remoção de secreção pulmonar, foi avaliado pela razão e diferença entre pico de fluxo expiratório (PFE) e pico de fluxo inspiratório (PFI). Métodos: Estudo cruzado e randomizado no qual participaram 10 pacientes. A manobra PEEP-ZEEP foi aplicada em quatro momentos, sendo um sem CTM e os outros três em associação com a CTM, que foram aplicadas por três fisioterapeutas distintos. Um monitor específico foi utilizado para o registro dos dados de mecânica respiratória. Resultados: A manobra PEEP-ZEEP sem a CTM foi suficiente para ultrapassar o limiar do flow bias expiratório (diferença PFE − PFI > 33 l/min), considerado necessário para deslocar a secreção em direção à glote; a média da diferença PFE − PFI encontrada foi de 49,1 ± 9,4 l/min. A média da razão PFE/PFI alcançada foi de 3,3 ± 0,7. A associação da CTM à PEEP-ZEEP aumentou a média da diferença PFE − PFI em 6,7 ± 3,4 l/min. Foi observada correlação moderada entre a força de preensão manual dos fisioterapeutas e o flow bias gerado durante a CTM. Não foram encontradas alterações hemodinâmicas ou respiratórias adversas ao longo do estudo. Conclusões: A manobra PEEP-ZEEP sem a CTM resultou em um flow bias expiratório superior ao considerado efetivo para auxiliar na remoção de secreção pulmonar. A associação com a CTM aumentou o flow bias expiratório, o que aumenta o potencial da manobra para remover secreções.

 


Palavras-chave: Modalidades de fisioterapia; Cuidados críticos; Respiração artificial; Secreções corporais.

 

2 - 2017-0355

2017-0355

2017-0355

J Bras Pneumol.2019;45(3):

Anexo


Comunicação Breve

3 - Tradução do questionário de qualidade de vida para pacientes adultos com discinesia ciliar primária no Brasil

Translation of the quality-of-life measure for adults with primary ciliary dyskinesia and its application in patients in Brazil

Ana Paula Lima de Queiroz1,a, Rodrigo Abensur Athanazio2,b, Mary Anne Kowal Olm3,c, Bruna Rubbo4,5,d, Yuri Reis Casal1,e, Jane Lucas4,5,f, Laura Behan4,5,6,g

J Bras Pneumol.2019;45(3):

Anexo


 


O Jornal Brasileiro de Pneumologia está indexado em:

Latindex Lilacs SciELO PubMed ISI Scopus Copernicus pmc

Apoio

CNPq, Capes, Ministério da Educação, Ministério da Ciência e Tecnologia, Governo Federal, Brasil, País Rico é País sem Pobreza
Secretaria do Jornal Brasileiro de Pneumologia
SCS Quadra 01, Bloco K, Salas 203/204 Ed. Denasa. CEP: 70.398-900 - Brasília - DF
Fone/fax: 0800 61 6218/ (55) (61) 3245 1030/ (55) (61) 3245 6218
E-mails: jbp@jbp.org.br
jpneumo@jornaldepneumologia.com.br

Copyright 2019 - Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia

Logo GN1